Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 13 de abril de 2010

O começo de tudo

Esse será meu primeiro post, talvez por isso fique mais longo. Vou começar com 2 fotografias para que vocês entendam a história que eu vou contar. Essas fotografias foram tiradas hoje, quando cheguei em casa do trabalho.

Essa sou eu - Menina, 27 anos, sem filhos, triste com o corpo que tem, lutando diariamente contra a balança, e mais além, contra si mesmo.

Eu nunca fui magrinha, sempre tive curvas. Nunca quis ser modelo, apenas queria colocar um biquini de amarrar que ficasse certinho, sem as dobrinhas do lado, nas costas. Nunca briguei com as celulites, mas queria ter um corpo mais firme.

Já perdi as contas de quantas vezes eu comecei uma dieta. Fiz todas as possíveis! Até os 20 anos eu nunca cuidei bem do meu corpo, fruto de um relacionamento possessivo e extremamente ciumento e controlador. Não ia à academia, não cuidava da alimentação. Depois de terminar meu noivado estava com 62 quilos para meus 1,60 m. Com a auto-estima lá embaixo resolvi procurar uma academia, a primeira de 11 que cheguei a frequentar. Me matriculava, ia 3 meses, parava. Ficava 3 meses afastada, voltava, parava. Mudava de academia e a história se repetia. A alimentação continuava a mesma, apesar de já começar a entender sobre o que é certo e errado.

Em janeiro de 2008 eu resolvi fazer uma lipoaspiração. Pesava 59 quilos. O resultado foi maravilhoso (prometo postar fotos em breve), meu peso passou para 55 quilos. Fiz muita drenagem linfática e contratei um personal trainner. Comecei a fazer musculação e fiz por 1 ano, indo 3 vezes por semana. Consegui manter o corpo sequinho,  bem definido, com pouca gordura, podendo usar meu tão sonhado biquini de amarrar. As fotos que tirei em Maceió na minha viagem de férias são agora relíqueas, resultados de um sonho do qual acordei.

Hoje, 2 anos após a minha lipoaspiração voltei para os 59 quilos, apesar de estarem mais distribuidos e não tão localizados. Estou triste, infeliz comigo e com o meu corpo.

Meu namorado tem 30 anos e é um esportista. Pratica artes marciais e tem um corpo escultural. Ele não me cobra nada explicitamente, mas sinto a obrigação de acompanhá-lo e ter um corpo mais definido (para esse assunto cabe um post, por isso não vou me estender). Estou contando alguns detalhes para que vocês possam entender o desenrolar dos posts que virão.

Depois de ter feito a lipo eu cheguei a procurar uma nutricionista que tentou me ajudar. Fiz o acompanhamento por alguns meses, mas não consegui o resultado que eu esperava. Sim, o meu maior problema era na TPM. Eu chego a ficar 2 quilos mais pesada devido à retenção de líquido e isso acabava com qualquer dieta que eu estivesse tentando fazer!

Sim, já tomei remédio para emagrecer e me arrependo. Tomei Dualid, Sibutramina+Fenilalamina, complexo emagrecer comprado em farmácia de manipulação. Sofri com os efeitos colaterais, emagreci sim, mas engordei tudo de novo. Definitivamente não recomendo.

E a minha história é assim... Fico animada, dou um gás, começo dieta, vou à academia, e quando chega a TPM ou um período de maior estresse vai tudo por água abaixo. Não consigo manter um equilíbrio: ou estou neurótica, ou enfio o pé na jaca.

Hoje estou me sentindo como se estivesse começando a entrar em um processo de mudança, pois apesar de saber, ainda não senti completamente o que isso significa. Sei que emagrecer não é algo que tem começo, meio e fim, é algo que começa e é pra sempre. A reeducação alimentar é eterna, contínua, não tem volta. Eu sei, mas ainda não compreendi e não conseguir vivenciar isso em minha vida. Por isso do blog! A minha expectativa é que fazendo esse acompanhamento diário, juntamente com uma reflexão, quem sabe eu possa incorporar isso à minha vida e consiga atingir o meu objetivo.

Quero colocar aqui tudo o que acontecer durante essa minha tentativa e quero poder contar com os leitores que forem aparecendo para chegar lá! Vamos trocar experiências, compartilhar o que aprendemos, dicas, informação. Isso sem dúvida será muito importante para mim e para meus leitores que estiverem aqui em busca de ajuda também!

Finalizo este post de hoje descrevendo meu diário alimentar (ou pelo menos o que eu lembro dele):

10h : 1 pct bolacha integral Club Social + café com açúcar
14h : [almoço] 2 peitos de frando grelhados + arroz integral + batata palha + salada verde + salada de frutas + 3 bombons Ouro Branco
17h : 1 barrinha de ceral Hershey´s
19h : 2 bombons Ferrero Rocher + 1 bombom Chokito
* Chiclete de tuti-fruti durante o dia inteiro (foram uns 15)

Eu sei que está tudo errado, que não deveria ter sido assim. Reconheço que tenho um problema e que preciso de forças para tratá-lo. De onde vou tirar essa força ainda não sei, mas espero dia após dia descobrir. Começa nessa quarta-feira, 14 de abril, a minha nova batalha. Quero dizer: Por Hoje Sim! Quero ter força para evitar e bom senso quando precisar.

Topa o desafio?

Um comentário:

  1. Oi querida.... Eu sei o que você está passando. A minha história é praticamente idêntica à sua. Tenho 1,59m de altura e peso 60kg. Fui atleta (mesmo!) até os 20 anos, então apesar de ser seca, nunca fui miúda. Coxão, ombrão, barriga dura e cintura não mto fina, sabe? De lá pra cá, degringolou. Engordei mto, cheguei a pesar 69kg, tomei remédio, não resisti às tentações e sempre voltava pra estava zero. Até que esse ano, aos 28, resolvi fazer uma lipo. Fiquei seca, parecia até doente, e nunca me senti tão feliz! Aí começou tudo de novo: só hoje vou comer essa pizza, só hoje vamos à lanchonete, só hoje vou tomar duas cervejas e não uma. E amanhã eu vou pra academia, amanhã vou correr no parque, amanhã, amanhã... 10 meses depois da lipo, estou com 63kg. Realmente, o contorno do corpo é outro, mas eu vejo a gordura ali, na barriga e nas costas, me incomodando, me chateando, jogando na minha cara que nem cheguei a aproveitar dois verões com meu novo corpinho...
    A partir de hoje você vai ser meu apoio, vou lembrar de que o que eu deixei acontecer comigo é triste, mas que tem conserto, e eu vou atrás de emagrecer de verdade, e de manter. Eu mereço fazer isso por mim.

    ResponderExcluir